paralisiafacial.jpg

Paralisia Facial

A paralisita facial pode ser ocasionada por cirurgias, como retirada de tumores na face, por traumas ou de forma inexplicada. O cirurgião plástico tem a capacidade de tratar este tipo de doença. Primeiramente, na fase aguda, é possível usar toxina botulínica no lado não afetado, isso permite que o lado afetado se recupere gradativamente e possa voltar ao normal, em caso de lesões incompletas do nervo facial. Também na fase aguda, quando a lesão do nervo facial é inevitável, como em cirurgias para retirada de tumores grandes na face, é possível usar um nervo da perna para recuperar o nervo da face, esse procedimento é chamado enxerto de nervo. Na fase mais tardia, em pacientes com sequelas de paralisia facial, com alterações do fechamento dos olhos e do sorriso, pode-se transferir alguns músculos, como o músculo temporal e o masseter, ou então um músculo da coxa (grácil), para que haja novamente movimentos na face. Este último procedimento se chama microcirurgia, que é a transferência de tecidos do próprio paciente, como um autotransplante, em que se costuram os vasos e nervos deste tecido nos vasos da face, para que o músculo receba sangue e contraia novamente.